O Flamengo e a Casa de Madame Sofia

O Flamengo e a Casa de Madame Sofia.

O Flamengo e a Casa de Madame Sofia.

Os desmandos ocorridos na atual diretoria do clube mais querido do Brasil são, provavelmente, menores do que os que acontecem na Casa da Madame Sofia. Pelo menos lá o Senador colocava ordem… 

Existe um quadro no programa humorístico da Rede Globo, “Zorra Total”, com a participação da personagem Lady Kate, oriunda da casa de “tolerância” de propriedade da Madame Sofia, que podemos fazer um paralelo com a atual diretoria do Clube de Regatas do Flamengo. Esta diretoria consegui ser em poucos meses, a mais incompetente dos últimos anos.

Os desmandos ocorridos na atual diretoria do clube mais querido do Brasil são, provavelmente, maiores do que os que acontecem na Casa da Madame Sofia. Pelo menos lá o Senador colocava ordem quando necessário, enquanto no Flamengo a incompetência, a falta de profissionalismo, a arrogância, falta de ética de alguns dirigentes e, aliado a tudo isso, a fogueira das vaidades do Senhor Marcos Bráz, está levando o barco rubro negro à deriva.

A presidente Patrícia Amorim nos passa a sensação de ser uma pessoa equilibrada, ao mesmo tempo que demonstra não ter pulso quando permite que o Marcos Bráz, sem nenhum senso de profissionalismo, transforme o clube em seu império particular concedendo regalias a quem ele bem quer. Não podemos admitir que nenhum funcionário do clube – jogador é funcionário – tenha as regalias concedidas por esse diretor e muito menos exercer sobre a comissão técnica e jogadores uma pressão exacerbada. É necessário que haja equilíbrio.

Você já imaginou uma comissão técnica, sabendo que mesmo vencendo o adversário e classificando o clube para a próxima fase da Libertadores, deve ser demitida? Qual a tranqüilidade que estes profissionais tinham para executar o seu trabalho?

Na realidade o Flamengo, quando se trata de administração, está pior do que a Casa da Madame Sofia. Bruno soca Pet, que discute com a diretoria, essa mesma diretoria que conseguiu destruir o time que se consagrou Hexa em 2009 e que pressiona Andrade para não escalar o sérvio… virou mangue. É fundamental que a presidente Patrícia Amorim, caso queira equilibrar os ânimos, exonere o Marcos Bráz e coloque em seu lugar o Zico ou contrate um profissional da área. Por que não Brunoro?

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]