Mães argentinas protestam contra jornalistas cúmplices da ditadura

As Mães da Praça de Maio de 2010, uma associação de mulheres que tiveram filhos desaparecidos durante a ditadura na Argentina (1976-1983), anunciaram umamanifestação para julgamento ético e político dos jornalistas cúmplices com o regime militar.

O encontro será no dia 29 de abril, às 17h, na Praça de Maio, em frente à Casa Rosada (sede do governo argentino), onde o grupo se reúne tradicionalmente todas as quintas-feiras para manter vivos na memória do país os crimes cometidos durante a ditadura.

“O silêncio cúmplice, a ocultação e a mentira possibilitaram que o terrorismo de Estado pudesse aniquilar milhares de pessoas”, diz a convocação do encontro. “Muitos jornalistas, que sabiam o que acontecia, foram participantes necessários desse genocídio”, continua a nota.

Outras notícias relacionadas:

Jornalistas foram espiões do exército durante ditadura argentina (Centro Knight)

*Com informação do Centro Knight

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]