Lula: micro e pequenos empresários devem se unir para reivindicar ministério

Ao discursar ontem (14/04/2010) em um evento do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sugeriu aos participantes do encontro que reivindiquem a criação de um ministério que atenda às necessidades dos micro e pequenos empresários.

Lula disse achar estranho que o setor ainda não tenha feito esse pedido. “Nunca apareceu essa pauta de reivindicação. É incompatível o mesmo ministro estar preocupado com os problemas da Gerdau [empresa do setor de aço] e da companheira costureira de Brasília que veio aqui”, disse se referindo a uma costureira que contou durante o evento sua experiência de capacitação e como saiu da informalidade.

O presidente disse, no entanto, que não irá criar um ministério em final de governo. “Mas vocês não podem prescindir de um ministério.”

Ao falar sobre a situação econômica do país, Lula disse que nos últimos 40 anos não houve distribuição de renda no Brasil e citou diferenças nos índices de desenvolvimento como analfabetismo e mortalidade infantil entre as regiões Sul e Sudeste – com índices melhores – em oposição ao Norte e Nordeste.

Citando o cenário internacional, o presidente afirmou que os países desenvolvidos e em desenvolvimento precisam entender a necessidade de transformar as nações mais pobres em mercados consumidores para aquecer a economia mundial.

“Temos que imaginar que cabe ao chamado mundo em desenvolvimento e desenvolvido ter uma consciência econômica que não se aprende em escola. Cabe transformar o povo mais pobre em consumidores”, disse.

Lula participou da abertura da 17ª Semana de Capacitação do Sistema Sebrae, em Brasília.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]