Google divulga pedidos de remoção de conteúdo por país

O Google lançou na terça-feira uma ferramenta que acompanha todos os pedidos de informação e remoção de conteúdo feitos por diversos países do mundo. Em um mapa-mundi, ela mostra o número de solicitações feitas por cada país de julho a dezembro de 2009 (leia a nota oficial da empresa, em inglês).

O Brasil lidera o ranking: foram 3.663 pedidos de informação e 291 solicitações de remoção de conteúdo durante o período, informa a Folha de S. Paulo. O Google ressalva que os números se devem, em parte, à popularidade do site de relacionamento Orkut no Brasil. “A maioria dos pedidos de retirada de conteúdo do Orkut se referem a alegações de falsidade e difamação”, diz o Google.

A Folha explica que, das 291 solicitações de retirada de conteúdo feitas pelo Brasil, 218 são relacionados ao Orkut (99 foram ordens judiciais) e 33 ao YouTube (com 32 ordens judiciais). O Ministério Público informou que age com base em denúncias ou queixas recebidas de usuários ou enviadas por organizações de defesa do direito da criança,acrescenta O Globo.

Os Estados Unidos fizeram 3.580 pedidos de informação e 123 de remoção. Os pedidos feitos pela China não foram divulgados porque são classificados como secretos pelo país.

Sobre os números gerais, o Google declarou: “A grande maioria desses pedidos é válida e a informação requisitada é para investigações criminais legítimas. No entanto, historicamente, as informações sobre essas atividades não têm sido publicadas. Acreditamos que maior transparência irá contribuir para que haja menos censura.”

A empresa informou que, no futuro, pretende publicar quantos dos pedidos foram atendidos e negados.

*Com informação do Centro Knight

 

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]