Em homenagem ao Dia das Mães, clínica feirense oferece orientação para mulheres que não conseguem engravidar

Fachada da sede do Centro de Medicina Reprodutiva de Feira de Santana (CENAFERT).

Fachada da sede do Centro de Medicina Reprodutiva de Feira de Santana (CENAFERT).

Equipe de diretores e médicos do Centro de Medicina Reprodutiva de Feira de Santana (CENAFERT).

Equipe de diretores e médicos do Centro de Medicina Reprodutiva de Feira de Santana (CENAFERT).

Em homenagem ao Dia das Mães, no próximo dia 7 de maio de 2010, o Centro de Medicina Reprodutiva – Cenafert, unidade de Feira de Santana, vai promover atendimento gratuito a mulheres que desejam ser mães e não conseguem engravidar. A iniciativa tem o objetivo de orientar as pacientes de baixa renda que não conseguem engravidar e não têm acesso aos tratamentos na área de reprodução assistida. Segundo o ginecologista Joaquim Lopes, especialista em reprodução humana, “grande parte dos casos de infertilidade pode ser prevenida ou revertida com medidas simples”.

Nem todos os casais que enfrentam problemas de fertilidade necessitam recorrer a uma técnica de reprodução assistida para ter um filho. Há muitos problemas que podem ser solucionados com medidas simples como a correção de um distúrbio da ovulação ou mesmo um procedimento endoscópico. Estima-se que apenas um terço dos casais necessita técnicas mais complexas para realizar o sonho de ter um bebê.

O atendimento será realizado na unidade do Cenafert em Feira de Santana, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas. A clínica especializada em reprodução assistida fica na Rua Osvaldo Cruz, 275, Kalilândia, e sua equipe estará atendendo para consulta e orientação mediante agendamento prévio que deverá ser feito pelo telefone (75) 3623-1616. É recomendado que as pacientes levem os exames que possuam e compareçam acompanhadas pelos seus parceiros. Serão atendidos 40 casais.

Cerca de 15 % da população brasileira em idade fértil é afetada pela infertilidade conjugal, caracterizada pela ausência de gravidez em um casal com vida sexual ativa e que não usa medidas anticonceptivas por um período de um ou mais anos. Do total, cerca de 40% dos casos de infertilidade de um casal são atribuidos à mulher, 40 % aos homens e em 20% dos casos o problema está presente em ambos os parceiros.

Várias são as causas que podem levar a mulher à infertilidade, dentre elas as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), os distúrbios hormonais, obstrução nas trompas, problemas de malformação ou tumores no útero, endometriose e ovários policísticos. Outros fatores também podem influenciar na saúde reprodutiva como o stress, tabagismo, obesidade, poluição, consumo de álcool e de drogas, uso de alguns medicamentos e a própria ansiedade.

Grande parte da população desconhece que a infertilidade também pode ser prevenida com a simples mudança de hábitos de vida. O consumo de álcool e drogas, o stress, o cigarro, a obesidade e até a magreza em excesso podem provocar alterações nos óvulos e espermatozóides, comprometendo a capacidade reprodutiva do casal. A equipe da clínica vai orientar, de forma simples, os pacientes sobre maneiras de prevenir a infertilidade através de novos hábitos de vida.

É importante saber que uma mulher com menos de 30 anos pode esperar até dois anos para que aconteça a gravidez se na avaliação pré-nupcial não foi detectado nenhum problema para engravidar. Caso a mulher tenha mais de 30 anos não deve aguardar mais que um ano para iniciar uma investigação com o especialista. Se atingiu 40 anos, o prazo de espera não deve ultrapassar seis meses. Esta é a orientação que a equipe médica da clínica dá aos seus pacientes.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]