Edital Caminho das àgua seleciona propostas de Educação AmbientalL

A Secretaria de Cultura do Estado (Secult) e o Instituto de Gestão das Águas e Clima (Ingá) promovem, na quinta-feira (29/09/2010), às 15h, no Palácio da Aclamação, o lançamento do edital Caminho das Águas, que selecionará e concederá apoio no valor total de R$ 110 mil, que será distribuído entre 11 propostas de educação ambiental inscritas por Pontos de Cultura da Bahia conveniados com o Ministério da Cultura (MinC) ou com a Secult. O período de inscrição é de 29 deste mês a 31 de maio, com a entrega de documentos e o preenchimento de formulários disponíveis no site da Secult. Maiores informações nos telefones (71) 3116-4077 / 3116-4035.

As propostas apresentadas poderão ter o valor máximo de R$ 10 mil cada. O edital pretende selecionar 11 projetos inscritos por Pontos de Cultura que tenham por objetivo conceber, implantar e apoiar a disseminação de informações, estudos ou práticas referente à compatibilização do uso da água com os objetivos estratégicos da promoção social, do desenvolvimento regional e da sustentabilidade ambiental.

Segundo o diretor-geral do Ingá, Wanderley Rosa Matos, esta é mais uma afirmação de que o Governo da Bahia tem acertado em fazer gestão pública com participação e transparência para a justiça socioambiental. “O edital Caminhos das Águas – Pontos de Cultura é uma das ações positivas do convênio celebrado entre o Ingá e a Secretaria de Cultura, importante por possibilitar a divulgação e ampliação do Programa de Educação Ambiental pela Sustentabilidade (Peas) e propiciando condições para que as comunidades e atores culturais de nosso estado contribuam para a conservação das águas”.

Os projetos apresentados deverão promover ações com foco na educação ambiental, tais como encontros, seminários, fóruns, oficinas e seus respectivos produtos com vistas à conservação de fontes e nascentes, à sustentabilidade e mobilização socioambiental e à melhoria da qualidade de vida.

Para o secretário de Cultura, Márcio Meirelles, os Pontos de Cultura têm sido fundamentais na dinamização da cultura local. “Os Pontos de Cultura são parceiros dos gestores culturais, tanto nos municípios quanto no estado e na União, isso permite o acesso aos meios de produção e a uma série de atividades culturais que estão contribuindo com o desenvolvimento”, diz o secretário. “A parceria com o Ingá mostra que os Pontos de Cultura também podem funcionar como um agregador de políticas públicas, já que estamos falando de um edital que é fruto de uma parceria com um órgão ambiental”.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]