Congresso da ONU supera previsão em número de participantes

Seis meses foi o tempo de preparação para garantir a tranquilidade durante 12º Congresso da ONU (Organização das Nações Unidas) sobre Prevenção ao Crime e Justiça Criminal que começou na segunda-feira (12/10/2015) e segue até a próxima segunda (19), no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador.

Uma verdadeira força-tarefa envolvendo as esferas municipal, estadual e federal em diferentes frentes de trabalho. Algumas delas ocorrem sem intervalo. Todos os trabalhos são coordenados pela Polícia Federal por solicitação do Ministério da Justiça.

A previsão inicial era de que o evento trouxesse para Salvador quatro mil pessoas. No entanto, até esta quarta-feira (14), já haviam sido emitidas mais de 5.200 credenciais. De acordo com o delegado da PF e coordenador executivo de segurança do congresso, Wal Goular, tudo está ocorrendo dentro do previsto.

“A Polícia Federal elaborou o plano de segurança dos congressistas e das autoridades. É o que temos feito com a parceria da Secretaria da Segurança Pública do estado e os demais órgãos que integram a nossa coordenação”, explicou Goular.

Uma Central de Monitoramento foi instalada no CCB. Do local, por meio de imagens de satélites (GPS) e de câmeras de segurança, além do Centro de Convenções, também são monitoradas as principais vias de Salvador, e também os carros que transportam as autoridades. Aos congressistas que, por ventura, necessitem de atendimento médico, 15 profissionais da saúde ficam permanentemente à disposição.

Durante toda a noite, uma equipe médica permanece no CCB para atender a possíveis chamados. Nesses casos, os profissionais de saúde, em ambulâncias, se deslocam ao local para atender o congressista.

O secretário Nacional da Segurança Pública, Romeu Tuma Júnior, tem participado efetivamente das discussões e se tornou um dos principais interlocutores do governo brasileiro junto à ONU. “O andamento do congresso está ocorrendo acima das expectativas. Sem contar o conteúdo do evento, bons debates, boas propostas. Agora temos que construir uma Carta de Salvador, que dê novos rumos, com resultados efetivos para a prevenção ao crime e justiça criminal”.

Uma das personalidades brasileiras mais conhecidas no exterior pela sua música e pelos trabalhos sociais, a cantora Daniela Mercury está otimista com a realização do 12º Congresso da ONU. “Em tempos atuais, qualquer ação que vise abordar temáticas como estas são ótimas iniciativas. É extremamente importante que esses assuntos sejam discutidos e estratégias e propostas para se prevenir o crime sejam consideradas e adotadas”.

Daniela disse ainda estar ainda mais feliz pelo congresso estar acontecendo em Salvador. “Sem sombra de dúvidas será refletido para o resto do país e para o mundo. Como cantora, cidadã, Embaixadora do Unicef e estando à frente do Instituto Sol da Liberdade, tenho grande expectativa para este evento”.

Além do efetivo policial trabalhando 24 horas para garantir a segurança, os congressistas que participam das reuniões e workshops têm, durante os intervalos, a possibilidade de conhecer parte da cultura afrobrasileira nas apresentações culturais e nas peças de artesanato expostas no local.

Artesanato chama atenção dos congressistas

O Governo do Estado, por meio do Instituto Mauá, reuniu peças de artesãos de 20 cidades baianas. A iniciativa desperta a atenção dos participantes do evento que manifestam interesse nas peças.

“Não estamos comercializado as peças, apenas divulgando o artesanato da Bahia. Mas eles (os congressistas) querem comprar, daí nós indicamos as lojas do Instituto Mauá, no Pelourinho e no Porto da Barra”, informou a sub-gerente da área de promoção do Instituto, Márcia Dórea. Os principais programas estaduais também são apresentados no estande do Governo da Bahia.

Estudantes são voluntários

A movimentação é intensa durante todo o dia no CCB. Congressistas, seguranças e prestadores de serviços gerais dividem espaço com as dezenas de voluntários. Prevendo a demanda, o Ministério da Justiça realizou uma seleção para que universitários, a maioria deles estudantes de Direito, nas faculdades de Salvador, pudessem ser um dos colaboradores do evento.

Entre os pré-requisitos, fluência em inglês. O estudante Emanuel Souto, 21 anos, não hesitou e se tornou um desses voluntários. Para o futuro advogado, a experiência tem sido proveitosa. “Estamos tendo contato com representantes de vários continentes. Um encontro de países muito grande. Além disso, os painéis abordam temas interessantíssimos, relevantes para o contexto contemporâneo”.

O show de Daniela Mercury, na próxima sexta-feira (16) é parte da programação cultural preparada especialmente aos congressistas. A cantora se apresentará no Teatro Iemanjá, que teve as instalações reformadas e readequadas. “Enquanto artista e cidadã soteropolitana, acho maravilhoso que Salvador conte com um espaço para receber os mais variados eventos. O Centro de Convenções é importantíssimo para a cidade e merecia a reforma pela qual passou. Apresentarei meu show com participação da Orquestra 2 de julho e estou ansiosa para conferir como tudo ficou”.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]