Agropecuária baiana terá planejamento estratégico para 20 anos

“A Bahia tem uma matriz produtiva muito grande. Aqui produzimos praticamente tudo”, disse o secretário estadual da Agricultura, Eduardo Salles, ao abrir na manhã desta terça-feira, dia (13/04/2010), em Ilhéus, o seminário de trabalho que a Agência de Defesa Agropecuária, Adab, realiza até quinta-feira. O secretário destacou o trabalho realizado pelos técnicos da instituição, que faz parte da estrutura da secretaria, e afirmou que “nossa meta é organizar, até o final deste ano, um planejamento estratégico para a agropecuária baiana para os próximos 20 anos”.

O secretário explicou que “não podemos ficar apagando incêndios e resolvendo questões pontuais. Devemos e vamos fazer um planejamento estratégico para o setor, criando condições para o desenvolvimento da agropecuária da Bahia”. Salles disse que este planejamento deve focalizar questões como logística, armazenamento, comercialização, verticalização das cadeias, estradas, defesa animal e vegetal, capacitação, assistência técnica e crédito assistido. O secretário detalhou que o planejamento deverá ser elaborado através de câmaras setoriais, a exemplo das já organizadas câmaras do cacau, do leite, da carne e das fibras naturais. Segundo ele disse, 20 cadeias produtivas já foram eleitas como prioritárias.

“Cada cadeia terá a missão de, até o mês de outubro deste ano, apresentar o planejamento, detalhando os planos de trabalho para as próximas duas décadas”. Ele citou como exemplo a produção de seringa, informando que, hoje, a Bahia produz apenas 30% do que precisa para atender a demanda representada por cinco empresas de pneumática instalada no estado. “Para eliminar esse gargalo, estamos organizando o setor para ampliar a área plantada para 100 mil hectares nos próximos 20 anos”.

Aftosa

O secretário Eduardo Salles elogiou a direção e a equipe técnica da Adab, destacando o recorde de 97% de vacinação contra a febre aftosa obtido no ano passado. “Nosso desafio agora é superar esta marca e obter o status de estado livre da doença sem vacinação”. Salles lembrou que uma das metas para este ano é, até o mês de novembro, extinguir a zona tampão localizada nas regiões Norte e Oeste do Estado, e destacou o acordo técnico celebrado com o governo do Piauí e com o Ministério da Agricultura com esta finalidade.

A reunião de trabalho que a Adab está realizando tem o objetivo de avaliar as ações realizadas em 2009 e traçar as diretrizes para a defesa agropecuária do estado em 2010. Participaram da abertura, além do secretário Eduardo Salles, o diretor geral Cássio Peixoto, os diretores de defesa vegetal e animal, Armando Sá e Rui Leal, o diretor de inspeção, Paulo Emílio Torres, o diretor administrativo, Adolfo Cavalcante, o coordenador regional de Itabuna, João Carlos Oliveira, e o coordenador regional de Feira de Santana, Aurino Soares, representando todas as coordenadorias da Adab. A Ceplac esteve representada pelo agrônomo Mário Carvalho. O encontro tem a participação de assessores coordenadores de programas, coordenadores regionais, gerentes e técnicos.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]