Relatório aponta R$ 15 milhões em débitos; assembléia de cooperados afasta presidente e diretores da rede bancária Subaé Brasil

Operações bancárias da Subaé Brasil com graves irregularidades. Presidente e diretores foram afastados

Operações bancárias da Subaé Brasil com graves irregularidades. Presidente e diretores foram afastados

Durante Assembléia Geral realizada ontem (21/09/2009), no município de Serra Preta (BA), os cooperados decidiram pela destituição do Presidente Lourival Araújo da Presidência da Cooperativa do Vale do Subaé – Subaé Brasil e todos os diretores da entidade.

A posição adotada pela unanimidade presentes se deve em função da insatisfação com o relatório apresentado por uma Comissão Especial. Que apresentou débitos de mais de R$ 15 milhões, em decorrência de má gestão e contratação indevida de operação de crédito.

Assumiu imediatamente a presidência da entidade o cooperado Rubem Cerqueira na presidência, que conta com a participação de  Pedro Nilson e Onajá Lopes. Eles iniciam a amanhã ações de recuperação da Cooperativa Vale do Subaé. Com o objetivo de assegurar a liberação dos recursos dos investidores, “vamos fazer o possível para reduzir os prejuízos das pessoas que colocaram o seu dinheiro no Subaé Brasil”, declara Rubem Cerqueira.

Confira imagens dos documentos

Loading Images
wpif2_loading
Operações bancárias do Subaé Brasil com apresentam graves irregularidades. Presidente e diretores foram afastados
Operações bancárias do Subaé Brasil com apresentam graves irregularidades
Operações bancárias do Subaé Brasil com apresentam graves irregularidades
Operações bancárias do Subaé Brasil com apresentam graves irregularidades
Operações bancárias do Subaé Brasil com apresentam graves irregularidades
Operações bancárias do Subaé Brasil com apresentam graves irregularidades
 

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).