+ Manchetes >

Crise na saúde atinge o SAMU

Inconformados com os parcos salários pagos pelo governo, a equipe de 22 médicos que atuam junto ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Feira de Santana, estiveram reunidos com o prefeito José Ronaldo para solicitar melhorias de salários, já que os atuais R$ 2.770,00 são considerados os mais baixos do país e não atendem às necessidades mais prementes destes profissionais. Após ouvi-los o prefeito José Ronaldo se negou a atender as justas reivindicações dos profissionais da área de médica sob a alegação de que por ser um ano político, inviabiliza qualquer tipo de negociação neste sentido.

Diante do impasse colocado e a postura adotada pelo prefeito no tocante resolução do problema, dos 22 médicos que compõem a equipe do SAMU, 21 deles ameaçam cruzar os braços e até mesmo já cogitam a possibilidade de se demitirem do emprego. Durante a reunião com o prefeito, a equipe médica também demonstrou o seu descontentamento com a atual política de saúde adotada pela Secretária de Saúde do Município, Denise Mascarenhas. Como sempre, o problema de saúde que já é caótico no município, tenderá se agravar ainda mais. A irresponsabilidade dos políticos para com os problemas mais cruciais da sociedade vitimizará os segmentos mais fragilizados da população. Cabe a estes dar a resposta nas urnas.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]