Geddel ameaça romper aliança política com o PT

O ministro Geddel Vieira Lima deu um ultimato ao partido e ao governador Jaques Wagner (PT) e ameaçou rechaçar uma aliança entre petistas e tucanos em Salvador. Ele disse, recentemente, que se o PT fechar apoio com os tucanos vai se considerar liberado “para procurar o seu rumo”, podendo, inclusive, fazer alianças com o Democratas, maior opositor dos governos federal e baiano. “Para mim, política é compromisso. Quero saber quem é o candidato do PSDB em 2010. Vai ser o nome do Lula ou será o governador José Serra? Quero saber do PT qual será a música porque eu sei dançar todos os ritmos. Mas preciso estar com a roupa adequada”, enfatiza Geddel.

Em resposta ao ministro, o atual presidente estadual do PT, Jonas Paulo, foi cauteloso e disse que a movimentação do partido é no sentido de confirmar a aliança nacional com o PMDB, tanto em 2008 como em 2010. Entretanto, ele adiantou que o PT está analisando o que fazer com relação às eleições da capital.

Através de sua assessoria de imprensa, o governador Jaques Wagner adiantou que o objetivo do governo é trabalhar para derrotar o Democratas nas eleições, com apoio de toda a base que o elegeu em 2006. No tocante as alianças, estas serão discutidas entre os partidos.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: [email protected]