Dia 8 de março, o símbolo da luta das mulheres há quase um século

A data de 8 de março como Dia Internacional da Mulher começou a ser comemorado em 1910 e foi oficializada pela ONU em 1977, convertendo-se no símbolo de uma longa história de reivindicações como o direito ao voto, a legalização do aborto e, ainda hoje em dia, a igualdade trabalhista.

Como muitas datas simbólicas, este Dia se alimenta de várias referências históricas, mas sua origem é difícil de determinar.

A primeira tentativa parece remontar a 1909 através do Partido Socialista americano.

A alemã Clara Zetkin propôs, na Conferência Internacional das Mulheres Socialistas, celebrada em Copenhague, em agosto de 1910, a criação de um Dia Internacional, sem fixar data, dentro das crescentes denúncias de discriminação trabalhista e eleitoral sofridas pelas mulheres nos países industrializados.

O dia foi comemorad pela primeira vez em 19 de março de 1911 na Áustria, Dinamarca, Alemanha e Suíça. Nessa ocasião, mais de um milhão de mulheres se manifestaram na Europa.

Deixado de lado pela divisão do movimento operário e da Primeira Guerra Mundial, ressurgiu na Rússia, em 8 de março (23 de fevereiro, pelo calendário russo), por ocasião de uma manifestação de operárias em São Petersburgo, em 1917, para reclamar pão e a volta dos homens da frente de batalha. O protesto originou a Revolução de fevereiro.

Em 1921, Lênin, o fundador da União Soviética, escolheu essa data em homenagem às operárias e iniciava uma tradição nos países comunistas. Na China de hoje, as trabalhadoras se beneficiam de meia jordada de folga.

Nos anos 70, o movimento feminista se apropriou desta data para fortalecer suas reivindicações pela igualdade de direitos políticos e sociais.
E, em 1977, a ONU decretou o 8 de março Dia Internacional dos Direitos das Mulheres e pela Paz.

Desde então, esta data conserva uma importância simbólica em todos os cantos do mundo onde as mulheres ainda devem lutar por seus direitos fundamentais reconhecidos ou acabar com a violência e as persistentes desigualdades de que são vítimas.

Foto de arquivo de 1917 mostra manifestantes de esquerda carregam um cartaz com a frase ‘Direito de voto para as mulheres’ na ex-União Soviética. A data de 8 de março como Dia Internacional da Mulher começou a ser comemorado em 1910 e foi oficializada pela ONU em 1977, convertendo-se no símbolo de uma longa história de reivindicações como o direito ao voto, a legalização do aborto e, ainda hoje em dia, a igualdade trabalhista. Foto:/AFP

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]