Dengue leva Ministério da Saúde a instalar gabinete de crise no Rio

Brasília e Rio de Janeiro – Começa a funcionar nesta segunda-feira (24/03/2008), no Rio, o gabinete de crise do Ministério da Saúde para auxiliar os governos estadual e municipais no combate a dengue e no atendimento à população contaminada pela doença. Uma reunião à tarde entre representantes do ministério, das Forças Armadas e dos governos locais irá definir as prioridades de ação.

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão estará na cidade para eventos sobre aids e tuberculose, mas a participação dele no encontro não está prevista até o momento.

“O problema maior é organizar a atenção básica. O que inclui de fornecimento de camas a plaquetas [componente do sangue indispensável para as transfusões]”, afirma o secretário-adjunto nacional de Vigilância em Saúde, Fabiano Pimenta. “Mas as prioridades estão sendo estudadas e serão definidas na reunião desta segunda, em parceria.”

De acordo com o Ministério da Saúde, enquanto no restante do país houve uma queda de 40% na incidência dos casos de dengue neste início de ano, a capital fluminense superou em mais de 100% o número de casos em comparação ao mesmo período em 2007. Uma das falhas apontadas pelo ministério é a baixa implementação das equipes de saúde da família, que cobrem hoje apenas 8% da população do município.

Durante viagem a Washington, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse que as Forças Armadas “estão dispostas a ajudar” no combate à dengue e no tratamento dos infectados com a doença. Jobim levantou a possibilidade de os hospitais de campanha participarem da ação, como há dois anos, durante a intervenção federal na saúde no estado.

O secretário de Saúde do Rio, Sérgio Côrtes, já admitiu que o estado vive uma epidemia de dengue. Entre quarta e quinta-feira, em apenas um dia, foram notificados dois mil casos de pessoas contaminadas pela doença.

Os governos locais ampliaram o número de leitos nos hospitais para receber pacientes e reforçaram as ações de prevenção. A população foi orientada a usar calças e blusas de manga comprida para evitar picadas do mosquito transmissor da dengue. O hemocentro reforçou o apelo por doadores de sangue.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]