EUA têm maior corte de postos de trabalho em 4 anos

De acordo com os números do governo, os setores mais afetados foram os da construção e dos manufaturados.

O relatório indica que, no primeiro mês do ano, 27 mil empregos foram cortados na indústria da construção, enquanto o setor de manufaturados registrou perdas de 28 mil vagas. Outros 11 mil postos foram fechados em outras áreas.

As perdas foram em parte compensadas pela criação de novas vagas nos setores da educação, que empregou 47 mil pessoas, e do varejo, que abriu 11 mil novos empregos.

Ainda assim, os dados pegaram analistas de surpresa. A expectativa era de que os números apontariam a criação de 70 mil novas vagas em janeiro.

Desemprego

Na revisão dos dados liberados em dezembro, o Departamento do Trabalho divulgou que 82 mil novas vagas foram criadas no último mês do ano, e não 18 mil como havia sido previamente calculado.

A taxa de desemprego, medida em uma pesquisa separada, ficou em 4,9%, uma ligeira redução em relação aos 5% registrados em dezembro.

O anúncio no corte de postos de trabalho pela primeira vez em quatro anos ocorre dois dias depois da divulgação da informação de que o PIB (Produto Interno Bruto) americano cresceu apenas 0,6% no último trimestre de 2007.

No acumulado do ano, a economia americana cresceu 2,2%, a menor taxa anual desde a pequena expansão de 1,6% registrada em 2002.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]