Rios de lembranças | Por Luciano dos Anjos

Rios de lembranças
Desagua em meu pretérito
Já não sou o mesmo de outrora
O que alegra o rebanho
Mim deixa triste
intediado.

Línguas mentirosas
Maudizem o poeta
Mas os seus ouvidos não
Se convencem do que estão falando

Sigo em silencio admirando estrelas…
Flores de bronze brotam em terreno árido
Um horizonte imenso acena pra mim…
O vento forasteiro avisou-me
Que a bagagem esta pronta…
Um mundo inteiro se jogou
Aos meus pés…

Do alto da torre minha alma
Contempla meu corpo cansado
Uma chaga carece urgente de cura

Mas o meu coração esta povoado de sonhas
O por do sol é parada obrigatória…
A poesia mim fez cativo
Por isso vivo…tenho um grande motivo
Para seguir em frente.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]