Parabéns a Rede Globo

Finalmente tenho um motivo para parabenizar a Rede Globo de Televisão. No capitulo da novela Duas Caras, que foi ao ar no último dia 11 de janeiro, sexta-feira, Branca, personagem interpretada pela atriz Suzana Vieira, incentiva os empresários brasileiros a investirem em educação e cultura, rasgando em seguida, um cheque no valor de 5.000.000,00 (cinco milhões de reais) doados por Marconi Ferraço vivido no drama televisivo por Dalton Vigh, por não saber a origem do dinheiro e por ser um estabelecimento de ensino, não poderia se envolver com dinheiro de procedência duvidosa.

Seria maravilhoso se na vida – fora dos palcos – as ocorrências acontecessem desta mesma forma, onde um dirigente de estabelecimento de ensino – infelizmente fictício – resolve, em nome da ética, não misturar educação com corrupção, devolvendo uma quantia considerável que, a princípio, seria destinada ao incremento da educação, o que dificilmente acontece por aqui, onde o número de analfabetos e semi-analfabetos deve bater recordes mundiais. É necessário que atitudes como a do personagem Branca, saia das telas da TV e se materialize em nossa sociedade, varrendo todo e qualquer comportamento corrupto neste País.

Infelizmente, poucas pessoas se importam com o combate à corrupção, com a alta taxa de mortalidade infantil, o tráfico de drogas, estupros, todo tipo de violência e diversas outras manchas na reputação da Nação. Quem se importa com a origem do dinheiro neste país? Dinheiro é dinheiro, seja lá qual for a sua origem – para a maioria da população. Sempre nos foi passado ser o Brasil o melhor lugar do mundo para se viver. A realidade é que ninguém tem coragem de chamar para si, a responsabilidade de dizer que a mediocridade reina por aqui, que temos problemas financeiros, sociais e que o exemplo dos gestores públicos não é dos melhores.

Boa parte da população está sempre preocupada em ganhar primeiro o “seu” e coloca a culpa das mazelas sociais em terceiros. Usam a “Lei do Gerson”, o jeitinho Brasileiro e dá como exemplo, a máxima de que brasileiro é assim mesmo, já traz a corrupção no sangue – é genético – se acovarda e se esconde por trás dos desmandos, se calando diante de qualquer esmola ou vantagem. Falta coragem a sociedade para assumir uma posição em defesa do que precisamos e esquecer a ideia de que não temos força suficiente, para lutar contra a ferida da corrupção. O povo brasileiro precisa acreditar na possibilidade de mudar este quadro, elegendo bem seus prefeitos e vereadores neste ano de eleições, principalmente na câmara de vereadores, renovando-a com políticos comprometidos com a sociedade.

Alberto Peixoto

www.albertopeixoto.com.br
[email protected]

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]