Membro do PC chinês é condenado à morte por violar virgens

Wu Tianxi, de 61 anos, era vice-diretor da Conferência de Consulta Política do Povo Chinês, em Zhenping, na província de Henan, e delegado do Congresso Nacional do Povo.

Além da pena capital, Tianxi foi multado em 500 mil iuan (R$120 mil) pelos crimes.

Os abusos teriam começado em 2005, quando ele pediu a uma mulher chamada Liu Pei que lhe conseguisse garotas jovens, informou o jornal estatal China Daily.

Segundo o diário, Tianxi acreditava que manter relações com virgens o ajudaria a se curar de doenças e recuperar a sua precária saúde.

No julgamento, o chinês negou as acusações e disse apenas ter contratado prostitutas.

De acordo com a lei chinesa, é considerado estupro ter relações sexuais com menores de 14 anos. Já a prostituição, apesar de proibida, é tida como um delito leve.

Máfia

Wu Tianxi é a pessoa mais rica e uma das mais influentes de Zhenping e trabalhava como gerente-geral de uma companhia de alimentos quando foi detido em abril do ano passado.

Além da condenação por estupro, ele também foi considerado culpado por formação de quadrilha, fraude, levantamento ilegal de fundos e venda de terras.

Policiais e jurados teriam enfrentado grande pressão durante o julgamento para que o caso fosse tratado com discrição devido à importância de Tianxi no Partido Comunista e na comunidade local, afirmou o China Daily.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]