Jornalista é assassinado e Sindicato denuncia onda de violência em Alagoas

A onda de violência que assola Alagoas não pára de fazer vítimas. No último final de semana, perdemos o repórter cinematográfico Walter Lessa de Oliveira que foi brutalmente assassinado, em plena via pública, em um ponto de ônibus próximo a entrada do Conjunto Graciliano Ramos.

A motivação da ação criminosa ainda é desconhecida e várias versões estão sendo especuladas, inclusive, uma que, absurdamente, diz respeito ao exercício profissional do nosso companheiro. Não podemos admitir que fatos desta natureza continuem acontecendo. A sociedade alagoana deve se unir para exigir que as autoridades responsáveis apurem este caso o mais rápido possível. Não vamos calar diante de tanta violência. Alagoas vive em clima de total insegurança e o governo estadual não consegue controlar a situação. A Policia Civil, em greve, há mais de cinco meses, luta por uma justa reivindicação salarial, mas não consegue abrir canal de negociação com o governo que se mostra intransigente. Esta situação empurra ainda mais a população alagoana a viver em pânico e insegura, sendo vítima da sanha criminosa de quadrilhas que agem à luz do dia e aterrorizam nossas famílias.

Queremos não só a apuração do brutal assassinato do companheiro Walter Lessa de Oliveira, como também o fim do clima de insegurança em nosso Estado. O governo precisa responder aos anseios da sociedade que clama pelo combate a violência e pelo fim da impunidade que é o principal combustível das ações criminosas. Desta forma, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Alagoas se solidariza com a família e os amigos de Walter Lessa.

Diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Alagoas
www.fenaj.org.br

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]