Explosão no sul do Sri Lanka mata ministro cingalês

A explosão atingiu o carro do ministro quando ele viajava da capital até o aeroporto internacional da região. Segundo informações de correspondentes locais, outras dez pessoas ficaram feridas.

O Exército do Sri Lanka aponta o grupo rebelde Tigres do Tamil como o responsável pelo ataque.

Segundo a polícia, a explosão foi conseqüência da detonação de um explosivo conhecido como mina Claymore, arma de fragmentação direcionada usada em emboscadas e capaz de ser detonada a mais de 30 metros de distância.

De acordo com os policiais, esse tipo de mina terrestre é utilizada com freqüência pelo grupo rebelde.

Fim do cessar-fogo

O ataque no sul do país ocorre depois do anúncio oficial do governo, no dia 2 de janeiro, sobre a intenção de pôr fim ao cessar-fogo com os rebeldes Tigres do Tamil, iniciado em 2002.

O governo afirma que pretende acabar com o grupo rebelde no campo de batalha.

Desde o anúncio, várias rebeliões aconteceram no norte do país, onde os Tigres controlam uma faixa do território.

De acordo com o Exército cingalês, na segunda-feira, 20 rebeldes foram mortos e vários soldados ficaram feridos pela disputa crescente na região.

Mais de 60 mil pessoas foram mortas no Sri Lanka desde que os Tigres do Tamil começaram sua campanha por um Estado separado no norte e leste do país, em 1983.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]