Caro jornalista Tasso Franco

A respeito da nota publicada no site Bahia Já, de sua responsabilidade, no dia 28 de outubro passado (PMDB DERRUBA MAIS UM. CAI SECRETÁRIO DE COMUNICAÇÃO DA PREFEITURA), na qual o senhor questiona o que faz o Sinjorba ante o fato de um engenheiro ser Secretário de Comunicação do Estado e uma professora ser cotada para a assumir a Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Salvador, temos o seguinte a manifestar.

Quando foi anunciada a indicação de Robinson Almeida para o cargo de Secretário, o Sinjorba enviou carta (veja abaixo) ao Governador Wagner, na qual manifestou sua surpresa e estranheza diante da escolha de um engenheiro eletricista para coordenar a Agecom (Assessoria Geral de Comunicação Social do Governo do Estado da Bahia). Disse a entidade, na carta, que o cargo sempre foi ocupado por profissionais de comunicação habilitados em suas profissões devidamente regulamentadas e que isso é uma luta histórica dos trabalhadores da área de comunicação, notadamente os jornalistas.

Na carta, ainda, mostramos o nosso respeito à prerrogativa do Governador de escolher sua equipe de trabalho. No caso específico, 10 meses de gestão do Secretário Robinson Almeida, elogiamos a formação da sua equipe com profissionais respeitados pela categoria, a exemplo de Ivana Braga, Alberto Freitas e Edmundo Santos; a formação do grupo de trabalho para discutir uma política de comunicação para a Bahia (do qual o Sinjorba faz parte) com a função de preparar a Conferência Estadual de Comunicação e seu empenho à formação de um outro GT, para debater a carreira de jornalista no Estado.

No que diz respeito à indicação para a Secretaria de Salvador, é salutar a qualquer jornalista não publicar fato “de véspera”. O exercício do jornalismo, aprendemos na faculdade e no dia-a-dia da profissão, deve ser feito através da análise do fato real, ouvindo todas as partes envolvidas e evitando emitir opiniões pessoais. O Sinjorba, enquanto personalidade jurídica, não pode se posicionar diante de especulações. E essa postura, um dia apenas, após seu comentário, já se mostrou acertada, pois. Por fim, a indicação do jornalista Vítor Hugo atendeu as expectativas da categoria, por se tratar de profissional respeitado, íntegro e ético, que pratica o jornalismo com as mais honestas e provadas convicções e, ao qual, desejamos toda sorte.

O convite ao prefeito à posse, ademais, é um ato de cortesia e respeito aos poderes constituídos. O mesmo convite foi enviado aos demais prefeitos da região metropolitana, ao governador e seus secretários, aos presidentes do Tribunal de Justiça, Assembléia Legislativa (assim como a todos os deputados) e Câmara de Vereadores, aos veículos de comunicação e várias outras instituições e organizações. Recebemos a presença do prefeito e demais autoridades que compareceram ao evento, entre os quais o professor e jornalista Edvaldo Boaventura (representando A TARDE) – além das inúmeras mensagens – com o protocolo que o ato exige. E isso, acreditamos, não é ser “chapa fria”, respondendo, aproveitando a oportunidade, a outra pergunta publicada em seu site no dia 30 de agosto.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]